sexta-feira, 29 de abril de 2011

40 mil crianças e jovens desaparecem todo ano no Brasil

Todos os anos, aproximadamente 40 mil crianças e adolescentes desaparecem no Brasil. Isto equivale à população de uma cidade de médio porte. Infelizmente, estimativas da Subsecretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH) demonstram que entre 10% e 15% desses meninos e meninas permanecem longos períodos desaparecidos e, às vezes, jamais são encontrados. De acordo com dados da Secretaria, só em São Paulo ocorrem 10 mil casos anualmente, cerca de 30 novas ocorrências por dia. A violência no ambiente familiar é uma das principais causas, pois obriga os filhos a fugirem de casa para escaparem de agressões e, muitas vezes, de abuso sexual. Em um levantamento sobre violência familiar, quando foram ouvidas 170 famílias do estado de São Paulo, em 76% das ocorrências, é relatada a fuga dos jovens. As razões que provocaram a saída de casa foram: 35% devido a agressões físicas, 24% devido ao alcoolismo dos pais ou dos jovens, 21% pela ocorrência de violência doméstica presenciada pela criança ou adolescente. Outras causas falam do uso de drogas por parte dos filhos ou por seus pais, o abuso sexual/incesto. De acordo com especialistas, o peso que os conflitos familiares assumem nos casos de desaparecimentos indica a necessidade de priorizar políticas de redução da violência doméstica e fortalecimento da convivência familiar. Ou seja, promover ações para fortalecer os laços familiares é, de longe, uma boa questão de direito.

CAROLINE LEOPOLDO

FÁBIO MENDES DOS SANTOS